Tag: transporte

Carretas para o transporte de contêineres com 53 pés

Carretas para o transporte de contêineres com 53 pés . Para aumentar a eficiência logística, com redução de custos no transporte, principalmente de cargas leves, o Contran publicou a Resolução nº 812, de 15 de dezembro de 2020. O texto da resolução passa a autorizar a circulação de carretas para o transporte de contêineres com até 53 pés de comprimento.

Carretas para o transporte de contêineres com 53 pés

Atualmente, a maioria dos contêineres transportados tem 20 ou 40 pés, 6,096 ou 12,192 metros, respectivamente. O contêiner de 53 pés tem 16,154 metros de comprimento, e precisará ser transportado em carreta especialmente fabricada ou adaptada para esse tipo de transporte.

Todo implemento, para estar apto a transportar contêineres nessa medida terão que apresentar Certificado de Garantia emitido por Organismo de Certificação de Produto que seja acreditado pelo Inmetro, para emissão do Certificado de Registro de Veículo (CRV) e o Certificado de Licenciamento Anual.

No chassi, também terá que ser fixada plaqueta ou selo de Identificação de Certificação do Fabricante ou Adaptador acreditado pelo Inmetro.

Caso seja necessário, o transportador poderá solicitar autorização para circulação em horário noturno nas rodovias de pista simples, mas cada caso será analisado pela autoridade competente.

Esses conjuntos, com medidas acima dos 18,6 metros, só será autorizado a transportar contêineres de 53 pés ou circular vazio

O transportador poderá ser multado e até ter o veículo retido, se for flagrado:

  • transportando o contêiner de 53 pés em implementos que não seja próprio para o transporte;
  • caso os dispositivos de fixação estejam inoperantes ou ausentes, com folgas;
  • quando existirem as adaptações para o transporte de contêiner, porém a carroceria constante no campo específico do CRLV não for a específica para esse tipo de transporte;
  • se não houver a plaqueta de Identificação de Certificação do Fabricante ou adaptador da carreta;  e
  • caso seja flagrada composição para transporte de contêiner de 53 pés transportando contêineres de outras medidas.

O transportador também poderá ser multado caso infrinja outros artigos do Código de Trânsito Brasileiro, e também poderá ser responsabilizado pelos danos que o veículo possa causar às estradas, sinalização ou a terceiros.

A Resolução nº 812, de 15 de dezembro de 2020, entrou em vigor em 4 de janeiro de 2021.

Veja o texto na íntegra, CLICANDO AQUI.

Fonte: Blog do Caminhoneiro

+1

Origem startup que aluga motos elétricas para Ambev

Origem startup que aluga motos elétricas para Ambev . Foi com uma nova proposta para veículos elétricos que a startup Origem, de Brasília, conquistou espaço em 2020. A empresa, fundada em 2017 pelos engenheiros Diogo Lisita, Felipe Borges e Pablo Estrela, fabrica motos elétricas próprias. O diferencial é que a startup ganha dinheiro alugando os veículos, não vendendo.

Origem startup que aluga motos elétricas para Ambev
Origem startup que aluga motos elétricas para Ambev
Leia mais
+1

O que bombou no Blog em 2020 ?

O que bombou no Blog em 2020 ? Não me senti a vontade a fazer um balanço deste ano que encerra em pouco mais de 30 horas, em respeito a tanta dor e sofrimento que muitos tiveram neste inacreditável 2020. Então vou me apegar a fatos divulgados no Blog e sua repercussão e aos acessos dos internautas .

O que bombou no Blog em 2020 ?
O que bombou no Blog em 2020 ? Nuvem de Tags

Como era de se esperar Logistica e Transporte foram os assuntos que mais se destacaram ao longo do ano. Aviação também foi um tema recorrente junto e-commerce e delivery temas que tiveram destaque ao longo da pandemia.

Agora um assunto que vem ganhando espaço é o MOBILIDADE, objeto de uma “coluna” assinada pela Fernanda Goulart Leques, engenheira civil e ciclista convicta. Com base neste tema tivemos 3 posts entre os 20 mais visitados e o “post campeão” sobre os triciclos elétricos de Porto Alegre da Grilo.

Leia mais
+1

Califórnia libera startup de carros autônomos para delivery

Califórnia libera startup de carros autônomos para delivery . A Nuro, startup de entregas com carros autônomos, ganhou a primeira Licença de Uso de Veículos Autônomos da Califórnia.

Califórnia libera startup de carros autônomos para delivery A Nuro, startup de entregas com carros autônomos, ganhou a primeira Licença de Uso de Veículos Autônomos da Califórnia.
Califórnia libera startup de carros autônomos para delivery

A startup já tinha recebido a autorização para testar completamente os automóveis ainda no início de 2020, mas a nova licença permite que a empresa opere comercialmente e cobre por seus serviços, realizados com veículos que andam sozinhos pelas ruas do estado.

Em seu site, a Nuro se apresenta como especializada em transportar bens locais de forma “rápida, segura e barata” e diz que foi feita para lidar com qualquer tipo de compra — de itens de jantar a limpeza.https://4ee741a38d131eb90244f66b5c82a4f0.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

David Estrada, chefe jurídico da Nuro, disse em um post no Medium que a startup em breve irá “anunciar sua primeira implementação na Califórnia com um parceiro”. As primeiras entregas deverão ser feitas com a frota de Toyota Prius, mas a empresa também já está trabalhando para colocar seus carros elétricos personalizados, batizados de R2, nas ruas.

Inicialmente, a licença permitirá que os carros da Nuro operem nos condados de Santa Clara e San Mateo — o que significa que, sim, os veículos estarão funcionando em algumas áreas do Vale do Silício, mas não poderão ir para San Francisco ou Oakland.

A licença foi expedida pelo departamento de trânsito da Califórnia e permite que os carros circulem a, no máximo, 56 km/h em “condições climáticas ideais”. É, você não poderá pedir macarrão e vodca em noites chuvosas.https://4ee741a38d131eb90244f66b5c82a4f0.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

O anúncio acontece em um contexto no qual a empresa se esforça para se destacar no mercado de veículos autônomos. No mesmo dia em que conseguiu a licença, a Nuro anunciou a compra da Ike, uma startup voltada a caminhões autônomos.

Fonte: Gizmodo / UOL

+1

Voo inédito Guarulhos a São José dos Campos da Emirates

Voo inédito Guarulhos a São José dos Campos da Emirates . Uma das empresas aéreas mais prestigiadas do mundo, a Emirates, fará sua primeira visita à São José dos Campos para uma missão especial e num voo extremamente curto.

Voo inédito Guarulhos a São José dos Campos da Emirates Foto de Benito Latorre – In Memoriam
Voo inédito Guarulhos a São José dos Campos da Emirates Foto de Benito Latorre – In Memoriam

A operação especial foi solicitada ontem à ANAC e já foi aprovada pela agência reguladora. Essa será a primeira vez que a empresa árabe visita o principal aeroporto do Vale do Paraíba, em São Paulo.

O voo será operado pelo cargueiro Boeing 777F da Emirates SkyCargo, subsidiária de cargas da empresa dos Emirados Árabes Unidos, que é uma das mais prestigiadas pelos passageiros no mundo todo.

A rota é outro ponto que chama atenção: será Dubai – Dacar – Rio de Janeiro – Guarulhos – São José dos Campos – Dacar – Dubai. Será a primeira vez que um jato deste porte da Emirates faz um voo ligando o GRU Airport a São José dos Campos. Em linha reta, são 65 quilômetros que separam os dois aeroportos, algo que pode ser cumprido de carro em pouco mais de uma hora de viagem pela Via Dutra.

O céu é o limite?

Estamos procurando apurar o motivo da visita e já questionamos a empresa aérea e a operadora do voo. Enquanto isso, temos uma boa aposta de que poderia ter relação com um satélite.

Muitos podem se lembrar que, no ano passado, cobrimos a chegada de um Boeing 747 de uma empresa russa, também em sua primeira visita à São José dos Campos, que viera buscar o satélite sino-brasileiro CBERS-4. Este satélite já está em operação e agora um segundo satélite irá subir ao espaço, o Amazônia 1, também desenvolvido pelo INPE –  Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Ele é o primeiro satélite de Observação da Terra completamente projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil. Seu lançamento será em Fevereiro na Índia, conforme informou o Ministro de Ciência e Tecnologia, o Astronauta Marcos Pontes.

“O Amazônia-1 vai ser lançado juntamente com a Índia. Eu gostaria que ele fosse lançado aqui no nosso Centro de Lançamento de Alcântara, mas ainda não temos capacidade de lançar um satélite dessa natureza, mas vamos ter em breve”, explicou o ministro.

A Emirates não informou à ANAC se o voo seguirá para a Índia após passar em Dubai, mas pode ser uma possível rota. Outra possibilidade para a realização deste voo seria mais um fretamento de carga gerado pela pandemia, que reduziu os voos comerciais de passageiros, diminuindo a opção de despacho de cargas internacionais.

Quando é o voo

A previsão é de que o jato chegue ao Rio de Janeiro nos primeiros minutos da madrugada do dia 22 de dezembro, exatamente às 00h10. Às 2h10 o Boeing deve decolar para Guarulhos, onde chega uma hora depois.

Do GRU Airport, o jato sairá às 05h20 da manhã do dia 22, chegando uma hora depois* em São José dos Campos. Do Vale do Paraíba o jato parte às 8h30 do mesmo dia para Dacar, no Senegal, seguindo depois para Dubai.

Colocamos um * porquê apesar do tempo de voo constar como se fosse uma hora, o 777F cumpre o trajeto em menos de 15 minutos. E, como qualquer voo cargueiro, estes horários são sujeitos a diversas alterações, sendo apenas uma previsão.

PS. Atualizado em, 22/12/2020 c0m a inclusão do vídeo de decolagem do voo para a India.

Fonte: Aeroin

0

Aeroporto de Salvador testa biometria facial

 Aeroporto de Salvador testa biometria facial ; O aeroporto de Salvador se tornou nesta segunda-feira (14/12/20) o segundo do país a testar o embarque com reconhecimento facial. Parte do projeto Embarque +Seguro, a iniciativa dispensa a necessidade de apresentar documentos para entrar no avião. O programa também está sendo testado com passageiros no aeroporto de Florianópolis.

Aeroporto de Salvador testa biometria facial Canaltech
Aeroporto de Salvador testa biometria facial
Leia mais
0

Logística ap e dp

Logística ap e dp . Os estudiosos em logística daqui a alguns anos certamente vão classificar nosso setor em ap e dp. Antes da Pandemia e e Depois da Pandemia.

Logística ap e dp
Logística ap e dp

O ano de 2020 é um marco divisor de águas do nosso segmento de atuação. Afinal houve uma inclusão digital impressionante e a mudança de hábitos com a primeira compra na internet de milhões de brasileiros que nunca tinham utilizado o comércio eletrônico em nosso país.

Leia mais
+1