Tag: sustentabilidade

DPD Portugal terá frota 100% elétrica em Lisboa e no Porto em 2022

DPD Portugal terá frota 100% elétrica em Lisboa e no Porto em 2022 . A DPD Portugal continua a fazer da aposta na sustentabilidade e electromobilidade um pilar central do seu futuro – em matéria publicada pelo ‘Dinheiro Vivo‘, Rui Nobre, director-geral adjunto de Operações da empresa, detalhou o investimento, projectado para um futuro mais limpo.

DPD Portugal terá frota 100% elétrica em Lisboa e no Porto em 2022 Fonte: REvista Cargo Portugal
DPD Portugal terá frota 100% elétrica em Lisboa e no Porto em 2022

Em 2020, enquanto o mundo enfrentava os picos de COVID-19, a DPD Portugal não temeu mostrar as garras, renovando a sua frota operacional, através da aquisição de 276 Peugeot Boxer. Um negócio recordista, próximo dos 10,5 milhões de euros e válido até final do ano de 2021.

Porquê este possante investimento? «A COVID-19 levou a um aumento inesperado no sector das encomendas. Lockdowns, confinamentos e medidas preventivas levaram a um crescimento do e-commerce e um consequente aumento nas entregas, que, no caso da DPD em Portugal, representou um crescimento de 13,6% face a 2019, para um total de 21,5 milhões de encomendas. Obviamente que o impacto da vendas B2C (empresas a particulares) foi enorme, tendo a nossa actividade neste segmento crescido acima do 57%», explicou Rui Nobre, ao Dinheiro Vivo.

A nova frota de Peugeot Boxer conta com motores 2.2 BlueHDi de 120 cv e respeita a norma Euro 6. Hoje em dia, a frota é feita de 330 veículos e a tendência é de crescimento, para dar resposta cabal ao sustentado boom do e-commerce. A aposta a curto prazo recairá sobre os veículos eléctricos. «Lisboa e Porto são duas das cidades europeias em que assentam a estratégia verde do nosso grupo», confirmou o responsável.

«Este projecto de descarbonização da frota de distribuição nas cidades de Lisboa e Porto começa já este ano, para estarmos igualmente preparados para futuras limitações em termos de circulação nas principais zonas urbanas», revelou o responsável da DPD, indicando datas concretas para a electrificação. «O nosso objectivo é termos a cidade de Lisboa 100% descarbonizada em 2021 e a cidade do Porto em 2022».

Para Rui Nobre, os governos devem entender e valorizar o papel das empresas na regeneração e transformação dos centros urbanos, rumo a uma maior descarbonização destes ecossistemas onde o transporte e entrega de encomendas detém um papel crucial na satisfação das necessidades dos clientes. Assim, defende, os incentivos estatais à electrificação (compra de veículos eléctricos) deveriam ser «maiores».

«O transporte urbano de mercadorias é responsável por até 30% das emissões de CO2 nas cidades e 50% de todas as emissões de partículas encontradas em contextos urbanos. Sabendo que somos parte do problema, mas que temos de o ser também para a solução, o DPD group escolheu 225 cidades europeias para começar a implementar estas iniciativas», declarou ao ‘Dinheiro Vivo’.

Publicado originalmente com o título DPD Portugal almeja ter uma frota 100% eléctrica em Lisboa e no Porto já em 2022

Fonte: Dinheiro Vivo e Revista Cargo Portugal

0

MSC não utilizará rota do Ártico devido sustentabilidade

MSC não utilizará rota do Ártico devido sustentabilidade .  MSC veio a terreiro reiterar o seu compromisso de evitar a passagem dos seus navios porta-contentores pelo via do Árctico, numa altura em que algumas empresas e analistas discutem a necessidade de rotas comerciais alternativas ao Canal de Suez, após o incidente do ‘Ever Given’.

MSC não utilizará rota do Ártico devido sustentabilidade
MSC não utilizará rota do Ártico devido sustentabilidade
Leia mais
+1

Startup de motos elétricas será Tesla brasileira?

Startup de motos elétricas será Tesla brasileira? . A startup Voltz vende motos de até R$ 20,5 mil reais e tem parceria com o iFood Voltz EVS: motocicleta funciona apenas com bateria, que pode ser recarregada em casa. Percebendo a necessidade de veículos elétricos de baixo custo no mercado brasileiro,

Voltz EVS (5)
Startup de motos elétricas será Tesla brasileira?

Renato Villar fundou a Voltz em 2017 e vende motocicletas elétricas por valores entre 11,5 mil e 20,5 mil reais. A tendência global de eletrificação é puxada pela americana Tesla, liderada pelo bilionário Elon Musk. No entanto, veículos da montadora beiram o valor de 1 milhão de reais no mercado brasileiro atualmente. E mesmo a Tesla não vende motocicletas elétricas, uma vez que os carros são o foco do negócio da empresa.

Com parcerias com empresas de entrega com o iFood, a Voltz busca impulsionar seu crescimento em 2021. No ano passado, a startup faturou 42 milhões de reais e vendeu mais de 3 mil veículos 100% elétricos. As baterias das motos podem ser recarregadas em uma tomada doméstica e oferecem autonomia para circular em ambientes urbanos. Separadamente, a empresa também vende baterias extra que podem ser levadas pelos motociclistas e trocadas para evitar o risco de ficar sem bateria no meio da rua.

De acordo com a consultoria Global Market Insights, o segmento global de motocicletas e scooters elétricas faturou 30 bilhões de dólares em 2019 e manterá ritmo de crescimento composto anual de 4% de 2020 a 2026, quando irá superar a marca de 40 bilhões de dólares em receita. Um dos principais impulsos do setor é a demanda por redução de emissão de poluentes na atmosfera, e um dos principais entraves é a ausência de postos de recarga de baterias de veículos 100% elétricos.

Em entrevista para a EXAME, Villar conta os planos, desafios e vantagens do negócio de motocicletas elétricas da Voltz no Brasil. Clique aqui e confira a seguir.

Renato Villar, CEO da Voltz

Autor: Lucas Agrela

Fonte: Exame.com

+1

O Futuro Seis Desafios Para Mudar o Mundo

O Futuro Seis Desafios Para Mudar o Mundo . Al Gore, ex-vice-presidente dos Estados Unidos, nos apresenta mais uma ver­dade inconveniente. Mantendo a mesma paixão com que abordou o desafio das mudanças climá­ticas, e amparado em décadas de experiência à frente das políticas globais, o autor analisa o horizonte nublado de nosso planeta.

O Futuro Seis Desafios Para Mudar o Mundo Fonte: Amazon
O Futuro Seis Desafios Para Mudar o Mundo
Leia mais
+1

Embraer e EDP parceiros em avião elétrico

 Embraer e EDP parceiros em avião elétrico . Embraer (EMBR3)  entra na briga pelo desenvovimento de aeronaves com enfoque na sustentabilidade tambem chamados de aviões carbono zero.

Embraer e EDP parceiros em avião elétrico . Foto Folha de São Paulo
Embraer e EDP parceiros em avião elétrico

A companhia brasleira informou nesta sexta-feira (20/11/20) que fez parceria com o grupo português de energia EDP para o desenvolvimento de uma aeronave de propulsão 100% elétrica que tem um primeiro voo previsto para o próximo ano (2021).

A EDP fez um “aporte financeiro para a aquisição da solução de tecnologia de armazenamento de energia e recarga do avião demonstrador de tecnologia de propulsão 100% elétrica, que utiliza um EMB-203 Ipanema como plataforma de testes”, afirmou a Embraer em comunicado à imprensa.

O valor do investimento da EDP não foi revelado, mas é importante ressaltar que o grupo empresarial português é especialista na área de energia e tem uma unidade de negócio especializada em energias renováveis.

Existe uma “corrida” dos principais fabricantes de avião mundiais como a Boeing e a Airbus na busca de aeronaves carbono zero. Então é natural que outros construtores como Embraer e Bombardier (que ainda não divulgou sua estratégia) entrem também nesta disputa,

Veja também o artigo da concorrente Airbus que anunciou o desenvolvimento de três aviões carbono zero, movidos a hidrogênio para 2035 (clique aqui para acessar o post publicado neste blog).

Fonte: Money Times

0

Reino Unido antecipa proibição de carros a gasolina e diesel para 2030

Reino Unido antecipa proibição de carros a gasolina e diesel para 2030 . Boris Johnson anunciou ‘revolução industrial verde’ para zerar as emissões de carbono do país até 2050. Governo alemão anunciou mais € 5 bilhões para fomentar veículos elétricos.

Reino Unido antecipa proibição de carros a gasolina e diesel para 2030 - Jovem Pan
Reino Unido antecipa proibição de carros a gasolina e diesel para 2030
Leia mais
+1

Mochilas de entregadores iFood geram energia e viram sacolas

Mochilas de entregadores iFood geram energia e viram sacolas . Entre julho e outubro de 2020, mais de 38 toneladas — ou seja, 35 mil unidades — das bolsas utilizadas pelos entregadores do iFood foram recicladas por meio da iniciativa de logística reversa Já Fui Bag.

Mochilas de entregadores iFood geram energia e viram sacolas
Mochilas de entregadores iFood geram energia e viram sacolas
Leia mais
+1