Tag: Portugal

DPD entra nas entregas dos frescos em Portugal


DPD entra nas entregas dos frescos em Portugal . Projeto piloto inicia uma oferta estruturada e específica para o transporte de produtos frescos da DPD em Portugal. Empresa de entregas teve disparo de 40% no volume de encomendas no primeiro trimestre. O peixe vem da lota de Sesimbra para a loja online da Além Mar na MercaChefe.pt e a DPD encarrega-se de o fazer chegar a todo o país. O piloto marca a entrada da empresa nas entregas de encomendas de frescos.

DPD entra nas entregas dos frescos em Portugal . Fonte: Dineiro Vivo
DPD entra nas entregas dos frescos em Portugal

“Esta parceria é um projeto piloto que inicia uma oferta estruturada e específica para o transporte de produtos frescos que estamos a desenvolver, a qual já existe há anos no nosso grupo em França (Chronofresh), Espanha (SEUR Frío) e desde o ano passado na Bélgica (DPD Fresh). Oportunamente, esta oferta será apresentada ao mercado”, adianta Olivier Establet, CEO da DPD Portugal (que resulta da fusão da Chronopost com a Seur), em declarações ao Dinheiro Vivo.

A entrada nos frescos era uma ambição há muito conhecida da companhia e um dos projetos que deverão arrancar este ano, já que em 2021 a companhia planeia entrar no mercado nacional com as entregas em 1 hora em Lisboa, com a Stuart, tal como tinha avançado Olivier Establet em setembro ao Dinheiro Vivo.

“O lançamento da oferta same-day/on-demand será anunciada mais tarde no decurso deste ano”, diz apenas o gestor quando questionado sobre se os planos de arranque da Stuart se mantinham.

A companhia fechou o ano passado com uma faturação de 78,9 milhões de euros, correspondendo a um total de 21,5 milhões de encomendas, desempenho empurrado pelo boom das compras online decorrente do confinamento e do fecho do retalho físico. E o primeiro trimestre – com o segundo confinamento – o crescimento através das compras de particulares (B2C) manteve-se.

“Estamos a assistir a um acréscimo muito grande no número de encomendas a particulares. Estas têm sido não somente entregues em casa dos consumidores, mas especialmente em locais out of home. Os portugueses têm escolhido bastante a nossa rede Pickup, para levantar as suas encomendas, seja nas 700 lojas ou nos 50 lockers de que dispomos”, refere Olivier Establet.

“O crescimento da nossa atividade está a ser de 40% em volume e de 35% em receitas (entre janeiro e março), sendo que o segmento B2C mais do que duplicou de um ano para outro e o B2B está próximo do nível pré-pandemia do ano passado (-5%)”, precisa o CEO.

Em Portugal a companhia conta com cerca de 1400 colaboradores. “O número de circuitos de distribuição tem vindo a ser reforçado às centenas nos últimos meses para corresponder ao aumento de atividade, rondando atualmente os 1000”, adianta.

A DPD está ainda a reforçar a rede logística tendo planeado a construção de um novo centro na Grande Lisboa, no qual conta investir 25 milhões, com arranque previsto para final do ano, o mais tardar início da 2022. Cronograma que se mantém. “A localização está já concluída e iniciámos o processo de elaboração do projeto imobiliário e de equipamento de triagem. Contamos efetivamente estar no novo centro em 2022”, assegura Olivier Establet.

A empresa está ainda a investir na “total descarbonização dos veículos que se encontram ao serviço da cidade de Lisboa, até final de 2021”, tendo para isso investido 10,5 milhões de euros na renovação da frota.

Autora: Ana Marcela

Publicado originalmente com o título “Olha o peixe fresquinho! DPD entra nas entregas dos frescos em Portugal”

0

DPD Portugal terá frota 100% elétrica em Lisboa e no Porto em 2022

DPD Portugal terá frota 100% elétrica em Lisboa e no Porto em 2022 . A DPD Portugal continua a fazer da aposta na sustentabilidade e electromobilidade um pilar central do seu futuro – em matéria publicada pelo ‘Dinheiro Vivo‘, Rui Nobre, director-geral adjunto de Operações da empresa, detalhou o investimento, projectado para um futuro mais limpo.

DPD Portugal terá frota 100% elétrica em Lisboa e no Porto em 2022 Fonte: REvista Cargo Portugal
DPD Portugal terá frota 100% elétrica em Lisboa e no Porto em 2022

Em 2020, enquanto o mundo enfrentava os picos de COVID-19, a DPD Portugal não temeu mostrar as garras, renovando a sua frota operacional, através da aquisição de 276 Peugeot Boxer. Um negócio recordista, próximo dos 10,5 milhões de euros e válido até final do ano de 2021.

Porquê este possante investimento? «A COVID-19 levou a um aumento inesperado no sector das encomendas. Lockdowns, confinamentos e medidas preventivas levaram a um crescimento do e-commerce e um consequente aumento nas entregas, que, no caso da DPD em Portugal, representou um crescimento de 13,6% face a 2019, para um total de 21,5 milhões de encomendas. Obviamente que o impacto da vendas B2C (empresas a particulares) foi enorme, tendo a nossa actividade neste segmento crescido acima do 57%», explicou Rui Nobre, ao Dinheiro Vivo.

A nova frota de Peugeot Boxer conta com motores 2.2 BlueHDi de 120 cv e respeita a norma Euro 6. Hoje em dia, a frota é feita de 330 veículos e a tendência é de crescimento, para dar resposta cabal ao sustentado boom do e-commerce. A aposta a curto prazo recairá sobre os veículos eléctricos. «Lisboa e Porto são duas das cidades europeias em que assentam a estratégia verde do nosso grupo», confirmou o responsável.

«Este projecto de descarbonização da frota de distribuição nas cidades de Lisboa e Porto começa já este ano, para estarmos igualmente preparados para futuras limitações em termos de circulação nas principais zonas urbanas», revelou o responsável da DPD, indicando datas concretas para a electrificação. «O nosso objectivo é termos a cidade de Lisboa 100% descarbonizada em 2021 e a cidade do Porto em 2022».

Para Rui Nobre, os governos devem entender e valorizar o papel das empresas na regeneração e transformação dos centros urbanos, rumo a uma maior descarbonização destes ecossistemas onde o transporte e entrega de encomendas detém um papel crucial na satisfação das necessidades dos clientes. Assim, defende, os incentivos estatais à electrificação (compra de veículos eléctricos) deveriam ser «maiores».

«O transporte urbano de mercadorias é responsável por até 30% das emissões de CO2 nas cidades e 50% de todas as emissões de partículas encontradas em contextos urbanos. Sabendo que somos parte do problema, mas que temos de o ser também para a solução, o DPD group escolheu 225 cidades europeias para começar a implementar estas iniciativas», declarou ao ‘Dinheiro Vivo’.

Publicado originalmente com o título DPD Portugal almeja ter uma frota 100% eléctrica em Lisboa e no Porto já em 2022

Fonte: Dinheiro Vivo e Revista Cargo Portugal

0

Portugal reavalia serviço postal universal

Portugal reavalia serviço postal universal . Governo diz que futuro do serviço postal universal carece de “avaliação e eventual introdução de ajustamentos”, quer no teor do serviço quer nas obrigações. O contrato com os CTT terminava no final de 2020, mas foi prolongado até ao final de 2021. Decisão é justificada com pandemia.

Portugal reavalia serviço postal universal Fonte Jornal Económico PT
Portugal reavalia serviço postal universal – Fonte: Jornal Económico
Leia mais
+1

Embraer e EDP parceiros em avião elétrico

 Embraer e EDP parceiros em avião elétrico . Embraer (EMBR3)  entra na briga pelo desenvovimento de aeronaves com enfoque na sustentabilidade tambem chamados de aviões carbono zero.

Embraer e EDP parceiros em avião elétrico . Foto Folha de São Paulo
Embraer e EDP parceiros em avião elétrico

A companhia brasleira informou nesta sexta-feira (20/11/20) que fez parceria com o grupo português de energia EDP para o desenvolvimento de uma aeronave de propulsão 100% elétrica que tem um primeiro voo previsto para o próximo ano (2021).

A EDP fez um “aporte financeiro para a aquisição da solução de tecnologia de armazenamento de energia e recarga do avião demonstrador de tecnologia de propulsão 100% elétrica, que utiliza um EMB-203 Ipanema como plataforma de testes”, afirmou a Embraer em comunicado à imprensa.

O valor do investimento da EDP não foi revelado, mas é importante ressaltar que o grupo empresarial português é especialista na área de energia e tem uma unidade de negócio especializada em energias renováveis.

Existe uma “corrida” dos principais fabricantes de avião mundiais como a Boeing e a Airbus na busca de aeronaves carbono zero. Então é natural que outros construtores como Embraer e Bombardier (que ainda não divulgou sua estratégia) entrem também nesta disputa,

Veja também o artigo da concorrente Airbus que anunciou o desenvolvimento de três aviões carbono zero, movidos a hidrogênio para 2035 (clique aqui para acessar o post publicado neste blog).

Fonte: Money Times

0

ecommerce de Portugal vale 5,9 bilhões de euros

ecommerce de Portugal vale 5.9 bilhões de euros . A conclusão é do ‘CTT e-Commerce Report 2019’, divulgado esta sexta-feira. O relatório indica que o consumidor português gastou em média 51,1 euros em compras online, em 2019. Em 2020, esse valor deverá subir para 56,6 euros. O comércio eletrónico deverá crescer entre 40% e 60% este ano. .

ecommerce de Portugal vale 5.9 bilhões de euros
ecommerce de Portugal vale 5.9 bilhões de euros
Leia mais
+2

Eléctricos venderam mais que os diesel em Setembro em Portugal

Eléctricos venderam mais que os diesel em Setembro em Portugal . Há muito que o interesse dos condutores por veículos equipados com motor a gasóleo tem vindo a diminuir e a pandemia também não tem ajudado. Em Setembro, até os electrificados bateram os diesel.

Eléctricos venderam mais que os diesel em Setembro em Portugal
Leia mais
+1

Correios Portugal Mais dinheiro ou menos regras

Correios Portugal Mais dinheiro ou menos regras . “Mais dinheiro ou menos regras”. CTT impõem condições para assegurar serviço universal de correio . De acordo com a edição em papel de hoje, dia 24 de outubro, do jornal ‘Expresso’, os “CTT querem mais dinheiro ou menos regras para manter serviço universal”, porque a “travagem decorrente da pandemia provoca descida de dezenas de milhões nas receitas (…)”, da empresa.

Correios Portugal Mais dinheiro ou menos regras. Fonte Jornal Econóico Pt
Correios Portugal Mais dinheiro ou menos regras – Fonte: Jornal Económico PT
Leia mais
+1

Afinal qual era o problema dos Correios Portugueses?

Afinal qual era o problema dos Correios Portugueses? Gosto do contraponto e para reflexão reproduzo o artigo de Claudia Madeira publicado no Jornal Económico no momento que se discute a privatização dos Correios Brasileiros. Só para deixar claro, eu sou favoravel a venda dos Correios Brasileiros e a desregulamentação dos serviços postais.

É tempo de repensar, não o contrato de concessão, que é descaradamente incumprido, mas a própria propriedade dos CTT (sigla como os Correios de Portugal são conhecidos), empresa que está a ser descapitalizada.

Afinal qual era o problema dos Correios Portugueses?
Afinal qual era o problema dos Correios Portugueses?
Leia mais
+2

DPD entrega de 1 tonelada de materiais doados a hospitais em Lisboa

DPD entrega de 1 tonelada de materiais doados a hospitais em Lisboa . A DPD estabeleceu uma parceria com as entidades Tech4Covid19 e APT3D para fazer chegar a profissionais de saúde os resetivos equipamentos de proteção individual, bem como lençóis, toalhas e outros materiais para o hospital de campanha do Santa Maria, instalado no Está

DPD entrega  de 1 tonelada de materiais doados a hospitais  em Lisboa
DPD entrega de 1 tonelada de materiais doados a hospitais em Lisboa
Leia mais
0