Tag: estoque

FIFO e outras siglas

FIFO e outras siglas . Em gestão de estoque e logística existem alguns conceitos básicos. Você está por dentro deles?

FIFO

First In First Out ou o Primeiro que Entra é o Primeiro que Sai (em português PEPS). Neste caso você tem que adotar processos que garantam que as cargas mais antigas sejam processadas primeiro para que saiam antes daquelas que chegaram posteriormente. Isto tem a ver com prazos de validade ou de transporte previamente acordado com os clientes também conhecido por sua sigla em inglês SLA

FIFO e outras siglas
FIFO e outras siglas
Leia mais
3+

Giro de Estoque Mensal

Giro de Estoque Mensal . Se sua empresa não tem indicadores de Estoque está mais que na hora de ter alguns.

Giro de Estoque Mensal. Se sua empresa não tem indicadores de Estoque está mais que na hora de ter alguns.
Giro Mensal de Estoque

Sugiro começar com dois simples que vão te ajudar muito na gestão.

O primeiro deles mede o tamanho dos estoques. Esta informação existe no ERP ou no sistema contábil. Se ele não é compartilhado com o pessoal de operação, que cuida dos estoques, você não está sozinho.

Leia mais
6+

Arrumar os estoques. Comece pelo básico

 Arrumar os estoques. Comece pelo básico.

“Uma caminhada de mil quilômetros começa com o primeiro passo”

Arrumar os estoques é fundamental para ter um almoxarifado funcional

Você já entrou em um almoxarifado ou armazém e ficou chocado tal o nível de desorganização?

 Eu já. E quando ia falar com o(a) responsável me surpreendia com três coisas.

Leia mais
5+

Curva ABC e o Planejamento de Estoque

Curva ABC e o Planejamento de Estoque . Uma técnica muito utilizado em logística e em logística hospitalar é a Curva ABC baseada no princípio de Pareto. Segundo esse princípio, os itens significativos de um grupo normalmente representam uma pequena proporção do total de itens desse mesmo grupo. Utilizei a referida técnica no meu livro para estabelecer prioridades na escolha de tarefas a serem realizadas.

Na gestão dos estoques, esse princípio estabelece que a maior parte dos itens consumidos ou comercializados é originada por um número relativamente pequeno de produtos (SKU) , ou seja, de acordo com a teoria, pode-se dizer que 20% dos SKU eram responsáveis por cerca de 80% dos itens movimentados.

Leia mais
4+