Categoria: Tecnologia

Airbus testa tecnologia fria para zerar carbono

Airbus testa tecnologia fria para zerar carbono . A Airbus lançou o Advanced Superconducting and Cryogenic Experimental powertrain Demonstrator (ASCENDER) para explorar o impacto de materiais super-condutores e de temperaturas criogénicas no desempenho dos sistemas de propulsão eléctrica de uma aeronave.

Airbus testa tecnologia fria para zerar carbono Fonte: Revista Cargo
Airbus testa tecnologia fria para zerar carbono
Leia mais
0

Começou a construção do maior motor aeronáutico do mundo

A Rolls-Royce começou oficialmente a construir o maior motor aeronáutico do mundo, o UltraFan®, que ajudará a redefinir as viagens aéreas ​​nas próximas décadas. O trabalho no primeiro módulo está em andamento na instalação dedicada de DemoWorks em Derby, no Reino Unido, e o motor de demonstração, que tem um diâmetro de fan de 3,4 metros, será concluído até o final do ano.

Começou a construção do maior motor aeronáutico do mundo AeroIn
Começou a construção do maior motor aeronáutico do mundo
Leia mais
+1

Feliz Páscoa 2021!

Feliz Páscoa 2021! Em um ano tão atípico uso o espaço do Blog Rogério para desejar a toda(o)s amiga(o)s e internautas uma Feliz e Abençadoa Páscoa! Mesmo que isolada! Vamos para a nossa segunda Páscoa vivenciada de forma virtual, digital e através das redes sociais! Quem poderia imaginar isto a pouco mais de um ano?

Feliz Páscoa 2021!  Fonte: https://americanbrasil.com.br/
Feliz Páscoa 2021!
Leia mais
+4

Startup de motos elétricas será Tesla brasileira?

Startup de motos elétricas será Tesla brasileira? . A startup Voltz vende motos de até R$ 20,5 mil reais e tem parceria com o iFood Voltz EVS: motocicleta funciona apenas com bateria, que pode ser recarregada em casa. Percebendo a necessidade de veículos elétricos de baixo custo no mercado brasileiro,

Voltz EVS (5)
Startup de motos elétricas será Tesla brasileira?

Renato Villar fundou a Voltz em 2017 e vende motocicletas elétricas por valores entre 11,5 mil e 20,5 mil reais. A tendência global de eletrificação é puxada pela americana Tesla, liderada pelo bilionário Elon Musk. No entanto, veículos da montadora beiram o valor de 1 milhão de reais no mercado brasileiro atualmente. E mesmo a Tesla não vende motocicletas elétricas, uma vez que os carros são o foco do negócio da empresa.

Com parcerias com empresas de entrega com o iFood, a Voltz busca impulsionar seu crescimento em 2021. No ano passado, a startup faturou 42 milhões de reais e vendeu mais de 3 mil veículos 100% elétricos. As baterias das motos podem ser recarregadas em uma tomada doméstica e oferecem autonomia para circular em ambientes urbanos. Separadamente, a empresa também vende baterias extra que podem ser levadas pelos motociclistas e trocadas para evitar o risco de ficar sem bateria no meio da rua.

De acordo com a consultoria Global Market Insights, o segmento global de motocicletas e scooters elétricas faturou 30 bilhões de dólares em 2019 e manterá ritmo de crescimento composto anual de 4% de 2020 a 2026, quando irá superar a marca de 40 bilhões de dólares em receita. Um dos principais impulsos do setor é a demanda por redução de emissão de poluentes na atmosfera, e um dos principais entraves é a ausência de postos de recarga de baterias de veículos 100% elétricos.

Em entrevista para a EXAME, Villar conta os planos, desafios e vantagens do negócio de motocicletas elétricas da Voltz no Brasil. Clique aqui e confira a seguir.

Renato Villar, CEO da Voltz

Autor: Lucas Agrela

Fonte: Exame.com

+1

SAMSUNG entregará celulares com drones

A Samsung anunciou que começará a fazer entregas com drones . Inicialmente, apenas os compradores da linha mais recente de aparelhos Galaxy – incluindo o S21 Ultra, o Galaxy Buds Pro, o Galaxy Tab S7, o Galaxy Assista 3 e o Galaxy A Series – terão essa experiência. A entrega vinda dos ares também estará restrita apenas a Irlanda, ou seja, por enquanto nada de entregas com drone no Brasil.

SAMSUNG entregará celulares com drones= foto Revista Mundo Logística
SAMSUNG entregará celulares com drones
Leia mais
+1

Vendas no e-commerce crescem 41% em 2020

Vendas no e-commerce crescem 41% em 2020 . Em um ano de restrições pela pandemia da Covid-19, as vendas do e-commerce no Brasil cresceram 41% para R$ 87,4 bilhões na comparação com 2019, impulsionado pelo aumento do número de pedidos e pela maior contribuição das compras por telefone celular. A informação consta do Webshoppers 43 Ebit|Nielsen & Bexs Banco.

Vendas no e-commerce crescem 41% em 2020
Vendas no e-commerce crescem 41% em 2020
Leia mais
0

Embraer construirá Carro Voador

Embraer construirá Carro Voador . Fabricante participa de eventos nos EUA e mostra que após joint-venture com a Boeing deve investir em novos projetos. A Embraer apresenta sua visão para o futuro da mobilidade no festival de inovação South By Southwest (SXSW), apresentando pela primeira sua sala de protótipo (Prototype Room).  O tema da mobilidade urbana ganha destaque entre os principais conglomerados do mundo e se torna tema de diversos eventos.

Embraer construirá Carro Voador
Embraer construirá Carro Voador
Leia mais
+2

Embraer terá recuperação completa até 2023

Embraer terá recuperação completa até 2023. Embraer reconstrói credibilidade com mercado, mas verá recuperação completa só em 2023.

Embraer terá recuperação completa até 2023 (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker)
Embraer terá recuperação completa até 2023 (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker)

Apesar do momento ainda difícil, o pior da crise enfrentada pela Embraer, que combina os efeitos negativos da covid-19 na aviação comercial e o fim da parceria com a Boeing, pode ter ficado para trás. Segundo o presidente da companhia, Francisco Gomes Neto, nos próximos três ou quatro anos, a empresa terá condições de retomar o tamanho em receita que tinha antes da pandemia. E até se tornar maior, nas palavras do executivo ao Valor. “Fizemos a lição de casa. Estamos muito confiantes nesse planejamento”, afirmou.

Ele disse que o segundo semestre foi marcado por trabalho intenso, ajustando o tamanho da operação à nova realidade de mercado. Houve redução importante no quadro de funcionários no país, com corte de 2,5 mil postos, e a redução nas despesas com vendas, gerais e administrativas entre o primeiro e o quarto trimestres chegou a 30%, totalizando US$ 399 milhões no ano. Ao mesmo tempo, a administração concluiu o plano de negócios que orientará a rota da Embraer entre 2021 e 2025

Leia também o artigo sobre a desistência da Boeing em comprar a Embraer

Fonte Valor Investe e Money Times

0