Spotify foca nos podcasts em busca de lucro

Spotify foca nos podcasts em busca de lucro . A Apple ainda tem o maior número de ouvintes nos Estados Unidos, mas o Spotify diminuiu a diferença. E está em primeiro lugar em muitos mercados internacionais

Spotify foca nos podcasts em busca de lucro Fonte: Exame.com
Spotify foca nos podcasts em busca de lucro

Quando o Spotify abriu o capital em abril de 2018, Daniel Ek estava batalhando com essa questão há mais de uma década: como a empresa ganharia dinheiro? O empresário sueco tirou o negócio da música de 15 anos de queda nas vendas com um aplicativo que pode transmitir milhões de músicas sob demanda. Mas em troca daquele rodízio sem fim, ele concordou em devolver mais de 70% de cada dólar que o Spotify ganhasse aos detentores de direitos.

Portanto, apesar de construir o serviço de música pago mais popular do mundo – que iria faturar 6,1 bilhões de dólares em vendas em 2018 –, o Spotify não dava lucro desde que Ek fundou a empresa, em 2006. Wall Street é obviamente capaz de perdoar anos de perdas das empresas (por exemplo, Amazon, Netflix, Tesla, etc.). Mas investidores nunca entenderam o modelo de negócios do Spotify. Para cada 5 dólares que entram, cerca de 3,75 dólares saem imediatamente.

Antenado com o que está acontecendo no nosso entorno o Blog Rogério também criou o seu podcast. Escute. Siga! Indique em suas Redes Sociais:

O conteúdo do podcast é o mesmo do Blog e do Canal do Blog do Rogério no Youtube: Temas ligados a Logística, Transporte e Tecnologia. Também são exploradas as fábulas do mundo corporativo, bem como textos autorais sobre gestão.

Fonte: Exame.com

+2