Menor deslocamento de pessoas aumenta demanda por logística

Menor deslocamento de pessoas aumenta demanda por logística . Pandemia acelerou transformação digital e digitalização nas empresas . Especialistas apontam que a transformação digital nas empresas, considerada uma antecipação do processo de digitalização, avançou a passos largos durante a pandemia.

Menor deslocamento de pessoas aumenta demanda por logística
Menor deslocamento de pessoas aumenta demanda por logística

Segundo relatório de abril de 2020 do Waze, aplicativo de solução em mobilidade, houve diminuição de 69% no número de quilômetros rodados no app por usuário no Brasil. Em paralelo, ocorreu um aumento significativo na demanda por logística, resultado da expansão dos e-commerces e das compras on-line no período.

Na onda da digitalização, a Pathfind, empresa especializada em otimização e redução de custos logísticos, desenvolveu um produto que une roteirizador dinâmico, aplicativo para motoristas (chamado de Paths) e torre de controle. O sistema inteligente utiliza algoritmos de machine learning, ou seja, quanto mais é usado, mais se atualiza e otimiza as rotas.

A proposta da solução, que já foi testada por clientes da empresa e está em desenvolvimento desde fevereiro de 2019, é facilitar o dia a dia da logística, uma opção viável para quem tem grandes frotas e diversas entregas diárias. “Neste formato ninguém tem no mercado, juntamos os três em um único produto, voltado para veículos de entrega, de médios a grandes”, explica Antonio Wrobleski, presidente do Conselho Administrativo da Pathfind.

O produto realiza o cadastro de todos os clientes e as respectivas entregas, planeja o trajeto – com opção de priorizar consumidores, mostra no dashboard todas as rotas, atrasos, distância, pedidos e visitas, além da classificação dos tipos de serviços: entrega (E), entrega e coleta (E+C) e/ou coleta (C). “O sistema utiliza o GPS do celular. Tem histórico da rota, cria relatórios e é uma torre de controle – a empresa em suas mãos, já que apresenta uma visão geral do empreendimento”, destaca Wrobleski.

Com o lançamento do produto, o presidente da Pathfind acredita que haverá um aumento do compromisso com as entregas, contribuindo com todo o mercado logístico do país. “O que acontece hoje, de verdade, é que faltam ferramentas que ajudem na responsabilidade com a entrega, essencial para o cálculo do giro mensal nos estoques. Melhora Roic, Ebitda e, principalmente, lucro líquido da operação. Acreditamos muito nessa solução, pois o empresário saberá onde está o seu equipamento, onde está a sua entrega e vai melhorar a empatia e a relação entre produtor e consumidor”, finaliza o empresário.

Leia também Startups em logística: um novo modelo de negócio

Fonte: DINO e Terra

+2