AliExpress reduz 50% valor necessário para obter frete grátis

AliExpress reduz 50% valor necessário para obter frete grátis . Compras que totalizam US$ 15 já são o suficiente para garantir uma entrega sem custos adicionais

AliExpress reduz 50% valor necessário para obter frete grátis
AliExpress reduz 50% valor necessário para obter frete grátis

Boa notícia para quem gosta de comprar no AliExpress: o e-commerce chinês reduziu o limite mínimo do valor necessário para a obtenção de frete grátis na modalidade de entrega Direct. O que antes exigia ao menos US$ 30 (aproximadamente R$ 170 na conversão direta das moedas) em compras, agora precisa de apenas US$ 15 (cerca de R$ 85) para acontecer.

O novo limite passou a valer recentemente, no mês de agosto. Sendo assim, segundo a plataforma de e-commerce, 50% mais clientes estão sendo capazes de aproveitar o frete grátis.

O AliExpress Direct é uma nova modalidade de entregas criada pela plataforma em meio à pandemia de coronavírus para facilitar o envio de mercadorias. Com isso, os clientes podem receber todos os itens comprados, mesmo que em lojas diferentes, em um único pacote, o que significa que é preciso apenas um voo fretado – daí a economia.

O maior trabalho não fica por parte do transporte, mas sim dos vendedores, que precisam estar coordenados sob as ordens da plataforma. Então, por semana, o AliExpress envia dois voos fretados da China ao Brasil com diversas compras acumuladas. Segundo o e-commerce, leva cerca de 35 dias a partir do pagamento para que um cliente no Brasil receba seu pacote.

“O voo fretado é, em geral, uma forma de entrega mais cara. No entanto, é a maneira mais confiável de garantir o prazo durante um período imprevisível”, explicou o AliExpress em relação ao cenário causado pela Covid-19.

Outra novidade em relação ao transporte de mercadorias do AliExpress é a possibilidade de devoluções gratuitas em até 15 dias após o recebimento. Portanto, se o cliente não gostou do produto, o frete da devolução é por conta da plataforma dentro do período estipulado.

Fonte: Olhar Digital e Exame

1+