Gigantes mundiais do e-commerce querem comprar os Correios

Gigantes mundiais do e-commerce querem comprar os Correios . Chinesa Alibaba e argentina Mercado Livre estudam o cenário do processo licitatório que está sendo estruturado pelo governo federal.

Gigantes mundiais do e-commerce querem comprar os Correios

O BNDES selecionou um consórcio para desestatizar os Correios brasileiros. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) homologou, o consórcio Postar como vencedor do processo de seleção para realização dos estudos que indicarão alternativas de parceria com a iniciativa privada para gestão do serviço postal no Brasil.

O trabalho do grupo formado por Accenture do Brasil Ltda e Machado, Meyer, Sendacz, Opice e Falcão Advogados considerará a necessidade de atendimento universal do serviço no território nacional brasileiro operado pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (clique aqui para ler o artigo anteriormente publicado).

A disputa nos bastidores das sedes é forte com a iminente privatização dos Correios. Nessa rota da privatização no Brasil, além da chinesa Alibaba, a gigante de e-commerce, a argentina Mercado Livre está de olho na estatal, com a qual já tem uma grande parceria de entregas de produtos compradas no seu site.

Enquanto a Alibaba planeja discreta a oferta, provavelmente com um grande parceiro brasileiro, a Mercado aposta na sua logística de entrega e nos centros de distribuição como um diferencial. 

Fonte: Último Segundo IG

2+