Emirates vai pagar tratamento de passageiros com Covid-19

Emirates vai pagar tratamento de passageiros com Covid-19 . Companhia aérea vai oferecer assistência para usuários que forem infectados durante o voo ou após; no entanto, empresa não vai pagar pelo teste de detecção.

Emirates vai pagar tratamento de passageiros com Covid-19
Emirates vai pagar tratamento de passageiros com Covid-19

A indústria da aviação foi um dos setores mais afetados pela pandemia do novo coronavírus. Com o fechamento de aeroportos e as restrições de entrada em diversos países, o número de viagens foi drasticamente diminuído.

Para tentar se recuperar da crise, a Emirates decidiu oferecer para os passageiros um seguro gratuito contra a Covid-19. Com isso, a empresa se torna a primeira companhia aérea a disponibilizar algo do tipo. O principal objetivo da iniciativa é o de atrair pessoas para que voltem à rotina de viagens. 

Segundo a companhia, os passageiros que decidirem voar e forem infectados durante o voo ou posteriormente terão cobertura completa do tratamento, incluindo consultas médicas, período de quarentena em hotéis e até mesmo cobertura das despesas funerárias caso o pior aconteça.

Reprodução

Passageiros terão direito ao seguro caso tenham contraído a doença durante o voo ou posteriormente. Foto: Justin Sullivan/Getty Images

“Nós sabemos que as pessoas estão desejando voar na medida em que as fronteiras do mundo estão reabrindo, mas elas estão buscando flexibilidade e garantias caso aconteça algum imprevisto nas suas viagens”, declarou Sheikh Ahmed bin Saeed Al Maktoum, diretor do grupo Emirates. 

A oferta será válida durante 31 dias após o primeiro voo feito pelo passageiro. A promoção já está disponível e está prevista para terminar em 31 de outubro. Não é necessário que o usuário assine nenhum outro contrato ou faça qualquer adesão, a cobertura é automática e gratuita, e é estendida para todas as classes de voo e destinos.

seguro proposto pela empresa cobre despesas médicas de até 150 mil euros (R$ 900 mil em conversão direta) e diárias de hotel de até 100 euros (cerca de R$ 600). Em casos mais extremos, como de morte, os gastos funerários pagos pela companhia são de até 1,5 mil euros (R$ 9 mil).

Apesar disso, a empresa informa que não vai pagar pelos testes para diagnóstico da doença e diz que os passageiros devem contatá-la antes de consumir qualquer serviço, mesmo que esteja coberto pelo seguro proposto.

Leia também Emirates suspende voos de passageiros (clique aqui e leia o artigo) e entenda melhor os desafios da retomada de atividades.

Fonte: Olhar Digital via: BBC

3+