Ótimo inimigo do Bom

Ótimo inimigo do Bom . Já ouviu esta expressão? O mundo está a uma velocidade espantosa. E se foi o tempo em que se esperava anos a fio para lançar um produto no mercado. Sabes porque? Porque quando ele for lançado, as necessidades e expectativas do mercado mudaram e já não faz sentido muitos dos atributos e características quando se iniciou o projeto.

Ótimo inimigo do Bom - Perfeccionismo
Ótimo inimigo do Bom

O mundo está dividido em dois grupos os que fazem poeira, que é a minoria são os “influencers” e a grande maioria que so os que comem poeira ou seja, os influenciáveis. São os que seguem os modismos e compram produtos e serviços sejam necessários ou apenas por consumismo mesmo.

Hoje boa parte das start-ups lançam produtos e serviços ainda incompletos. E vão aprimorando e modificando eles na medida que há o retorno do público, especialmente do que é publicado nas redes sociais. Isto permite um maior engajamento do cliente que torna sua experiencia de consumo mais interessante e ele se envolve mais com a marca, estilo de vida e valores envolvidos..

Se houver pouca aceitação, o produto fica no caminho com uma “morte prematura” ou se adapta para outra finalidade, que muitas vezes os autores não tinham percebido valor. É o consumidor assumindo o papel de protagonista.

As empresas se preocupam em ter produtos e serviços escaláveis tanto no sentido de serem atrativos em diversos tipos de mercados (países e continentes diferentes) e ganhar escala no sentido de atingir públicos diferentes que inicialmente projetados para aumentar exponencialidade.

Portanto, o desenvolvimento tem que estar antenado com a usabilidade dos produtos e serviços. e se adaptando às tendencias do mercado..

Leia também O momento exige disciplina e execução (clique aqui para acessar o artigo) e Pense: o que te move (clique aqui para acessar o artigo)

4+