Virgin Australia vitimada pelo coronavírus

Virgin Australia vitimada pelo coronavírus . A Virgin Australia sucumbiu ontem 21/04/2020 (terça-feira) a uma reestruturação liderada por terceiros que poderia levar a uma venda — o que transformou a segunda companhia aérea da Austrália na primeira grande vítima, na região da Ásia-Pacífico, da crise do coronavírus que afeta a indústria.

Virgin Australia vitimada pelo coronavírus Fonte: O Globo Economia
Virgin Australia vitimada pelo coronavírus

Na segunda-feira, o fundador e bilionário  Richard Branson disse que iria oferecer a Necker Island, ilha de sua propriedade no Caribe, como garantia para obter um empréstimo do Reino Unido, segundo informou a CNN.
“Se a Virgin Australia desaparecer, a Qantas terá efetivamente o monopólio dos céus australianos”, disse Branson, que já investiu US$ 250 milhões nas companhias do grupo Virgin desde o início da pandemia.As companhias aéreas de todo o mundo vêm buscando ajuda dos governos para sobreviver depois de aterrar a maior parte de suas frotas devido a uma queda sem precedentes na demanda de viagens, que deve custar ao setor US $ 314 bilhões em receita.

A Virgin relatou perdas anuais por sete anos consecutivos, mesmo antes que as autoridades em todo o mundo começassem a restringir os movimentos para diminuir a propagação do vírus, que levou a cerca de 70 mortes na Austrália.No entanto, a empresa comandou uma fatia segura do mercado de aviação doméstica normalmente lucrativo da Austrália antes de ser obrigada  a chamar administradores, com dívidas de A$ 5 bilhões (US$ 3,15 bilhões).Mais de dez investidores já manifestaram interesse em recapitalizar a Virgin, que continua seguindo um cronograma frugal sob sua atual equipe de gerenciamento, disse Vaughan Strawbridge, da Deloitte.


A Virgin nomeou Strawbridge como administrador voluntário para liderar um processo de venda depois que o governo rejeitou o pedido de um empréstimo de US$ 1,4 bilhão para manter a companhia aérea em funcionamento.”Geralmente, você obtém o melhor resultado quando se vende o todo, de modo que essa é definitivamente a abordagem preferida”, disse Strawbridge a repórteres em uma teleconferência.O grupo australiano de private equity BGH Capital está entre as partes interessadas, disseram à Reuters duas pessoas familiarizadas com o assunto sob condição de anonimato.  A BGH se recusou a comentar.


A Virgin emprega 10 mil pessoas diretamente e 6 mil  indiretamente. Concorre com a maior rival Qantas Airways, que teria um monopólio virtual na Austrália se a Virgin parasse de voar.O preço das ações da Qantas subiu 7,2% na terça-feira para o maior valor desde 12 de março, antes que o ganho se reduzisse acentuadamente para 0,3% no pregão da tarde.


Mais de 90% das ações da Virgin são controladas por um grupo de investidores, incluindo a Singapore Airlines Ltd, Etihad Airways, o conglomerado chinês HNA Group e o Richard Branson Virgin Group, que sofreram uma acentuada deterioração nas receitas devido à pandemia.Branson, no Twitter, disse que sua empresa trabalharia com administradores, gerentes, investidores e governo para devolver a Virgin Australia à saúde.

Aqui no Blog eu já havia colocado um post onde o empresário Richard Branson alertava para o risco de paralisação de suas empresas aéreas : com o post “Richard Branson pede ajuda do governo (clique aqui)

Fonte: O Globo Economia

2+