Cabine de beliches para classe econômica

Cabine de beliches para classe econômica. A companhia Air New Zealand revelou na quarta-feira (26 fev/20) um protótipo de produto que pretende fazer viajantes da classe econômica de fato dormirem durante o voo.

Apresentado protótipo de cabines com beliches para classe econômica da companhia Air New Zealand
Cabine de beliches para classe econômica

Embora muitos viajantes frequentes já usufruam de suas habilidades para tirar um cochilo num assento padrão de Economy, a companhia neozelandesa divulgou o resultado de seus três anos de estudo: uma espécie de cabines de beliches, com “assentos” que são verdadeiras camas.

Veja o vídeo da experiência abaixo

O produto é conhecido como Economy Skynest. Agora a Air New Zealand terá que tomar uma decisão final se irá  ou não introduzir a nova “cabine” à frota de aeronaves O diretor de Marketing da Air New Zealand, Mike Tod, lembrou que a companhia opera alguns dos voos mais longos do mundo, como a nova rota Auckland–Nova York, com voos que duram 17 horas e 40 minutos, o que justificaria o investimento na nova classe de assentos.

Uma vez aprovada, a Economy Skynest faria sua estreia justamente nos voos entre Auckland e Nova York. O gerente de Experiência de Clientes, Nikki Goodman, afirmou que o feedback dos clientes e dos comissários de bordo nesta fase final de desenvolvimento tem sido de extrema importância. “Vemos uma futura experiência de voo, onde um cliente de classe econômica, em voos de longa distância, poderá reservar a Skynest, em complemento ao seu assento na Econômica, e ganhar qualidade de descanso até o destino final”, disse o executivo.

Especificações

A Air New Zealand já revelou alguns detalhes do protótipo. O local das cabines ainda não está 100% definido, mas está confirmado para alguma parte da cabine econômica. Cada Economy Skynest (uma espécie de módulo) poderá acomodar até seis passageiros. O tamanho médio da cama é de 200cm de comprimento e 58cm de largura. Ao adquirir o produto, o cliente ainda terá travesseiro, lençol, colchas, protetores de ouvido, cortinas de privacidade e luz ambiente para dormir. A Air New Zealand ainda projeta oferecer luz de leitura e entradas USB no espaço.

Bom, uma vez aprovado, só resta saber se esta experiência será tão “cara” quanto a Business Class hoje em dia.

1+