CEO Gerentes e Elefante

CEO Gerentes e o Elefante . Gosto de fábulas do mundo corporativo e resolvi adaptar uma que escutei há muito tempo atrás.

O CEO, a reunião com os Gerentes e o Elefante, uma fábula corporativa
CEO Gerentes e Elefante

Em uma grande Companhia o seu CEO cansado de receber informações incompletas e superficiais  de seus gerentes resolveu fazer uma reunião de forma inusitada. 

 Escolheu 5 deles e vendou completamente seus olhos e pediu silêncio absoluto aos demais presentes.

 De repente, entrou um elefante no salão onde seria realizada a reunião, sem fazer barulho. Pediu aos gerentes escolhidos que com base em um rápido exame de toque identificasse o que tinham pela frente.

 O primeiro, agarrou uma perna. Descreveu o objeto como roliço e alto. Logo, era um poste!

 O segundo, tateou a tromba. Assim que ela se mexeu, ele deu um passo para trás e gritou com um certo medo: “Cuidado! É uma cobra! Corram!

O CEO pediu calma a todos, e deu continuidade à reunião.

 O terceiro analisou detidamente a orelha e conclui que era uma abanador gigante para espantar o calor do CEO, em caso de queda de energia.

 O quarto gerente foi posicionado próximo ao rabo. Segurou e deu uma opinião inconclusiva: achou inicialmente que era uma vassoura, mas o cabo estava mole! Ficou na dúvida, mas lhe pareceu que o objeto era um chicote!

 O quinto e último foi posicionado na frente do animal e ao tentar tocar alguma parte se feriu com a ponta do chifre. Concluiu que era uma espécie de sabre pontiagudo.

 O CEO então pediu a todos tirarem as vendas dos olhos. E admirados perceberam o quanto tinham errado em suas análises parciais e precipitadas. 

 No universo corporativo não é exatamente isto que acontece quando queremos buscar respostas rápidas e superficiais sem uma análise mais aprofundada e sem estudar os dados disponíveis?

 Ao montar equipes interdisciplinares, as empresas buscam “olhares” diferentes para analisar um determinado problema ou oportunidade.

 Lembre-se disto e, quando surgir uma situação problema ou uma oportunidade de negócio,  procure avaliar da forma mais ampla possível e, se necessário, busque profissionais com formação complementares para a formulação de um diagnóstico consistente. 

Se você preferir, assista o vídeo que fiz sobre o tema:

3+